psiquiatra - dr cyro masci - logo transparente 2
psiquiatra - dr cyro masci - logo transparente 2
psiquiatra - dr cyro masci - logo transparente 2

Pressa desenfreada: precisamos correr tanto assim?

Pressa desenfreada: precisamos correr tanto assim?

Nos dias atuais, a pressa é uma constante e, muitas vezes, é vista como um instrumento necessário para se alcançar objetivos.

Entretanto, a cultura da pressa é um hábito que pode levar à sobrecarga, ansiedade e falta de satisfação pessoal. A ideia infundada de que se deve correr para ser alguém e alcançar a felicidade pode gerar um equívoco sobre o que realmente importa na vida.

Para alcançar a tão desejada paz de espírito, é preciso equilibrar as demandas e exigências do dia-a-dia com as aptidões e habilidades pessoais.

Quando as exigências superam as habilidades, ocorre a sobrecarga, e quando as habilidades são maiores do que os desafios, surge o tédio.

A cultura atual, no entanto, privilegia a pressa como um fim em si mesma. É importante mudar esse hábito e substituir o desafio da pressa pelo desafio do aprimoramento pessoal.

É necessário dedicar algumas horas do dia para realizar atividades com total concentração, sem ansiedade ou pressa.

A mudança de hábitos e a busca pelo equilíbrio entre demandas e habilidades podem trazer satisfação pessoal e levar à paz de espírito. É fundamental repensar a ideia de que a felicidade deve ser postergada para o futuro e compreender que é possível ter tranquilidade no cotidiano.

Além disso, é importante destacar que a pressa não é uma escolha para algumas pessoas que sofrem de Transtorno de Ansiedade ou Déficit de Atenção com Hiperatividade, que se tornam prisioneiras dessa afobação. Nesses casos, é fundamental buscar ajuda especializada para tratamento.

Dr Cyro Masci - autor 1
Autor: Dr. Cyro Masci
CREMESP 39126
Psiquiatra RQE CFM 9738
Psiquiatria Integrativa

Pressa desenfreada: precisamos correr tanto assim?

Pressa desenfreada: precisamos correr tanto assim?

Nos dias atuais, a pressa é uma constante e, muitas vezes, é vista como um instrumento necessário para se alcançar objetivos.

Entretanto, a cultura da pressa é um hábito que pode levar à sobrecarga, ansiedade e falta de satisfação pessoal. A ideia infundada de que se deve correr para ser alguém e alcançar a felicidade pode gerar um equívoco sobre o que realmente importa na vida.

Para alcançar a tão desejada paz de espírito, é preciso equilibrar as demandas e exigências do dia-a-dia com as aptidões e habilidades pessoais.

Quando as exigências superam as habilidades, ocorre a sobrecarga, e quando as habilidades são maiores do que os desafios, surge o tédio.

A cultura atual, no entanto, privilegia a pressa como um fim em si mesma. É importante mudar esse hábito e substituir o desafio da pressa pelo desafio do aprimoramento pessoal.

É necessário dedicar algumas horas do dia para realizar atividades com total concentração, sem ansiedade ou pressa.

A mudança de hábitos e a busca pelo equilíbrio entre demandas e habilidades podem trazer satisfação pessoal e levar à paz de espírito. É fundamental repensar a ideia de que a felicidade deve ser postergada para o futuro e compreender que é possível ter tranquilidade no cotidiano.

Além disso, é importante destacar que a pressa não é uma escolha para algumas pessoas que sofrem de Transtorno de Ansiedade ou Déficit de Atenção com Hiperatividade, que se tornam prisioneiras dessa afobação. Nesses casos, é fundamental buscar ajuda especializada para tratamento.

Dr Cyro Masci - autor 1
Autor: Dr. Cyro Masci
CREMESP 39126
Psiquiatra RQE CFM 9738

Dr. Cyro Masci
CREMESP 39126
Psiquiatra RQE CFM 9738

otorrino em florianopolisPressa desenfreada: precisamos correr tanto assim?

OUTROS DESTAQUES

Go to Top