psiquiatra - dr cyro masci - logo transparente 2
psiquiatra - dr cyro masci - logo transparente 2
psiquiatra - dr cyro masci - logo transparente 2

Rir ainda é um ótimo remédio

Rir ainda é um ótimo remédio

Encarar a vida com bom humor pode ser uma arma poderosa no combate ao estresse e à preocupação excessiva. Rir é uma ação simples e barata que pode ajudar a liberar hormônios benéficos, estimular o coração e a oxigenação, relaxar a musculatura, facilitar a digestão e até diminuir a dor graças à liberação de endorfinas.

Em um experimento, dois grupos foram desafiados a resolver um problema que envolvia fixar uma vela acesa em uma parede de cortiça. Enquanto o primeiro grupo pensava na solução, o segundo assistia a filmes de comédia por 30 a 60 minutos antes de enfrentar o desafio.

O resultado mostrou que o grupo que riu com as comédias teve mais facilidade para solucionar o problema, que é o de esvaziar a caixa de fósforos, fixar a vela na base da caixa, prender a caixa com a vela na parede de cortiça com uma tachinha e acender o pavio.

Entretanto, nem todo humor é saudável. Rir para expressar hostilidade, ironia ou raiva, ou para esconder medos e ansiedade, pode não ser benéfico. Esse tipo de humor pode trazer uma sensação de alívio momentâneo, mas a emoção negativa que o acompanha pode predominar na resposta do organismo, não levando a um estado de saúde ideal.

Pessoas bem-humoradas tendem a observar o lado curioso, exótico ou inesperado das situações da vida e a rir das peças que a vida nos prega. Há diferentes formas de encarar o humor, como o humor social, intelectual, sexual ou até mesmo o humor negro.

Estudos apontam que homens preferem o humor agressivo e sexual, enquanto as mulheres preferem o humor mais intelectual e defensivo. Já pessoas introvertidas tendem a escolher o humor intelectual, defensivo e social, enquanto os extrovertidos tendem ao humor sexual e agressivo.

Os bem-humorados buscam ativamente o lado engraçado da vida e, assim, encontram soluções mais criativas e menos desgastantes para os problemas cotidianos. Portanto, sorrir sempre que possível é uma ótima maneira de enfrentar as dificuldades e manter a saúde emocional.

Priorize o seu equilíbrio emocional, ele é a chave para uma vida plena e feliz.

Dr Cyro Masci - autor 1
Autor: Dr. Cyro Masci
CREMESP 39126
Psiquiatra RQE CFM 9738
Psiquiatria Integrativa

Rir ainda é um ótimo remédio

Rir ainda é um ótimo remédio

Encarar a vida com bom humor pode ser uma arma poderosa no combate ao estresse e à preocupação excessiva. Rir é uma ação simples e barata que pode ajudar a liberar hormônios benéficos, estimular o coração e a oxigenação, relaxar a musculatura, facilitar a digestão e até diminuir a dor graças à liberação de endorfinas.

Em um experimento, dois grupos foram desafiados a resolver um problema que envolvia fixar uma vela acesa em uma parede de cortiça. Enquanto o primeiro grupo pensava na solução, o segundo assistia a filmes de comédia por 30 a 60 minutos antes de enfrentar o desafio.

O resultado mostrou que o grupo que riu com as comédias teve mais facilidade para solucionar o problema, que é o de esvaziar a caixa de fósforos, fixar a vela na base da caixa, prender a caixa com a vela na parede de cortiça com uma tachinha e acender o pavio.

Entretanto, nem todo humor é saudável. Rir para expressar hostilidade, ironia ou raiva, ou para esconder medos e ansiedade, pode não ser benéfico. Esse tipo de humor pode trazer uma sensação de alívio momentâneo, mas a emoção negativa que o acompanha pode predominar na resposta do organismo, não levando a um estado de saúde ideal.

Pessoas bem-humoradas tendem a observar o lado curioso, exótico ou inesperado das situações da vida e a rir das peças que a vida nos prega. Há diferentes formas de encarar o humor, como o humor social, intelectual, sexual ou até mesmo o humor negro.

Estudos apontam que homens preferem o humor agressivo e sexual, enquanto as mulheres preferem o humor mais intelectual e defensivo. Já pessoas introvertidas tendem a escolher o humor intelectual, defensivo e social, enquanto os extrovertidos tendem ao humor sexual e agressivo.

Os bem-humorados buscam ativamente o lado engraçado da vida e, assim, encontram soluções mais criativas e menos desgastantes para os problemas cotidianos. Portanto, sorrir sempre que possível é uma ótima maneira de enfrentar as dificuldades e manter a saúde emocional.

Priorize o seu equilíbrio emocional, ele é a chave para uma vida plena e feliz.

Dr Cyro Masci - autor 1
Autor: Dr. Cyro Masci
CREMESP 39126
Psiquiatra RQE CFM 9738

Dr. Cyro Masci
CREMESP 39126
Psiquiatra RQE CFM 9738

otorrino em florianopolisRir ainda é um ótimo remédio

OUTROS DESTAQUES

Go to Top