psiquiatra - dr cyro masci - logo transparente 2
psiquiatra - dr cyro masci - logo transparente 2
psiquiatra - dr cyro masci - logo transparente 2

Orientação: TDAH em adultos

Orientação: TDAH em adultos

Imagine que o cérebro é como um navegador de internet com múltiplas abas abertas simultaneamente. Para a maioria das pessoas, é possível manter uma aba em foco enquanto as outras aguardam silenciosamente ao fundo. No entanto, para alguém com Transtorno do Déficit de Atenção com Hiperatividade (TDAH), é como se todas as abas exigissem atenção ao mesmo tempo, com novas abas se abrindo sem aviso e pop-ups distraindo constantemente. Navegar por este fluxo incessante de informações e estímulos pode ser desafiador, tornando difícil manter o foco em uma única “aba” por muito tempo.

O TDAH não é simplesmente uma questão de tentar “fechar algumas abas” ou “instalar um bloqueador de pop-ups”. Trata-se de uma diferença neurobiológica que afeta o processamento das informações e a auto-regulação. Vamos explorar os sintomas mais comuns do TDAH em adultos e destacar estratégias para gerenciar esse fluxo contínuo de abas e pop-ups, visando melhorar o foco e a organização, dificuldades comuns que geram muito estresse e frustração.

Sintomas de TDAH em adultos

Os sintomas do TDAH em adultos podem variar significativamente de indivíduo para indivíduo, mas frequentemente englobam problemas de atenção, hiperatividade e impulsividade. Abaixo, detalhamos alguns dos sintomas mais comuns associados ao TDAH em adultos:

  • Problemas de Atenção: Dificuldade em manter o foco em tarefas; propensão a distrair-se facilmente; problemas em seguir instruções detalhadas; tendência a perder objetos pessoais e a procrastinar tarefas.
  • Hiperatividade: Sensação constante de inquietação ou agitação; dificuldade em relaxar; problemas em permanecer sentado por períodos prolongados; falar de maneira excessiva ou ter dificuldades em aguardar sua vez.
  • Impulsividade: Agir sem considerar as consequências; interromper os outros durante conversas; dificuldade em esperar pela sua vez; e engajar-se em comportamentos impulsivos, como fazer gastos desmedidos.
  • Problemas de Organização: Dificuldades em planejar e organizar tarefas; propensão a adiar compromissos; problemas em cumprir horários e tendência à desorganização.
  • Problemas de Memória: Dificuldades em recordar compromissos ou tarefas importantes; esquecimento frequente e problemas em acompanhar conversas.
  • Problemas Emocionais: Irritabilidade; variações frequentes de humor; desafios em lidar com o estresse e tendência a sentir-se desmotivado.

Essa lista não é exaustiva, mas fornece uma visão geral dos sintomas mais comuns do TDAH em adultos.

Como se Organizar e Evitar a Desordem Diária

A desorganização pode ser um desafio constante para pessoas com TDAH. Implementar sistemas e hábitos simples pode ajudar a criar um ambiente mais organizado e uma mente mais clara:

  • Escolha locais específicos para itens essenciais: Selecione lugares fixos em sua casa para guardar chaves, carteira, óculos e qualquer outro item que costume perder com facilidade. Por exemplo, coloque um pequeno cesto ou bandeja próximo à porta de entrada para suas chaves e carteira.
  • Habitue-se a usar esses locais sempre: Faça um esforço consciente para sempre colocar esses itens nos lugares designados assim que chegar em casa. Transforme isso em um hábito, dedicando um momento para garantir que tudo está no seu devido lugar antes de seguir com outras atividades.
  • Use uma agenda: Seja digital ou em papel, a agenda é sua aliada. Dedique um tempo para planejar sua semana, anotando compromissos, tarefas e lembretes importantes. A consistência no uso da agenda a tornará uma ferramenta indispensável.
  • Faça listas: As listas de tarefas podem ajudar a organizar seu dia e garantir que nada importante seja esquecido. Revise e atualize suas listas regularmente.
  • Faça agora!: Evite a procrastinação adotando a regra de executar tarefas imediatamente, sempre que possível. Isso reduz a desordem e o estresse de tarefas acumuladas.
  • Estabeleça um sistema de arquivamento: Para papéis e documentos, utilize divisórias, etiquetas e cores para facilitar a identificação e o acesso quando necessário.
  • Dedique um tempo do seu dia para e-mails: Estabeleça momentos específicos para checar e gerenciar seus e-mails, evitando a distração de verificá-los constantemente.

Administrando Seu Tempo e Não Perdendo Seus Compromissos

Gerenciar o tempo pode ser especialmente desafiador, mas algumas estratégias podem ajudar:

  • Priorize suas tarefas: Identifique o que é mais importante ou urgente e faça primeiro. Isso ajuda a garantir que você dedique sua energia às tarefas que realmente importam.
  • Use temporizadores: Para tarefas que tendem a se prolongar, use temporizadores para manter o foco e fazer pausas regulares. A técnica Pomodoro, por exemplo, envolve trabalhar focado por 25 minutos seguidos de uma pausa de 5 minutos.
  • Evite o multitarefa: Concentrar-se em uma tarefa de cada vez pode melhorar significativamente a eficiência e a qualidade do trabalho.
  • Revise sua agenda diariamente: Faça disso um hábito para evitar perder compromissos importantes. Ajuste conforme necessário para acomodar tarefas e eventos imprevistos.

 

 

Dr Cyro Masci - autor 1
Autor: Dr. Cyro Masci
CREMESP 39126
Psiquiatra RQE CFM 9738
Psiquiatria Integrativa

Orientação: TDAH em adultos

Orientação: TDAH em adultos

Imagine que o cérebro é como um navegador de internet com múltiplas abas abertas simultaneamente. Para a maioria das pessoas, é possível manter uma aba em foco enquanto as outras aguardam silenciosamente ao fundo. No entanto, para alguém com Transtorno do Déficit de Atenção com Hiperatividade (TDAH), é como se todas as abas exigissem atenção ao mesmo tempo, com novas abas se abrindo sem aviso e pop-ups distraindo constantemente. Navegar por este fluxo incessante de informações e estímulos pode ser desafiador, tornando difícil manter o foco em uma única “aba” por muito tempo.

O TDAH não é simplesmente uma questão de tentar “fechar algumas abas” ou “instalar um bloqueador de pop-ups”. Trata-se de uma diferença neurobiológica que afeta o processamento das informações e a auto-regulação. Vamos explorar os sintomas mais comuns do TDAH em adultos e destacar estratégias para gerenciar esse fluxo contínuo de abas e pop-ups, visando melhorar o foco e a organização, dificuldades comuns que geram muito estresse e frustração.

Sintomas de TDAH em adultos

Os sintomas do TDAH em adultos podem variar significativamente de indivíduo para indivíduo, mas frequentemente englobam problemas de atenção, hiperatividade e impulsividade. Abaixo, detalhamos alguns dos sintomas mais comuns associados ao TDAH em adultos:

  • Problemas de Atenção: Dificuldade em manter o foco em tarefas; propensão a distrair-se facilmente; problemas em seguir instruções detalhadas; tendência a perder objetos pessoais e a procrastinar tarefas.
  • Hiperatividade: Sensação constante de inquietação ou agitação; dificuldade em relaxar; problemas em permanecer sentado por períodos prolongados; falar de maneira excessiva ou ter dificuldades em aguardar sua vez.
  • Impulsividade: Agir sem considerar as consequências; interromper os outros durante conversas; dificuldade em esperar pela sua vez; e engajar-se em comportamentos impulsivos, como fazer gastos desmedidos.
  • Problemas de Organização: Dificuldades em planejar e organizar tarefas; propensão a adiar compromissos; problemas em cumprir horários e tendência à desorganização.
  • Problemas de Memória: Dificuldades em recordar compromissos ou tarefas importantes; esquecimento frequente e problemas em acompanhar conversas.
  • Problemas Emocionais: Irritabilidade; variações frequentes de humor; desafios em lidar com o estresse e tendência a sentir-se desmotivado.

Essa lista não é exaustiva, mas fornece uma visão geral dos sintomas mais comuns do TDAH em adultos.

Como se Organizar e Evitar a Desordem Diária

A desorganização pode ser um desafio constante para pessoas com TDAH. Implementar sistemas e hábitos simples pode ajudar a criar um ambiente mais organizado e uma mente mais clara:

  • Escolha locais específicos para itens essenciais: Selecione lugares fixos em sua casa para guardar chaves, carteira, óculos e qualquer outro item que costume perder com facilidade. Por exemplo, coloque um pequeno cesto ou bandeja próximo à porta de entrada para suas chaves e carteira.
  • Habitue-se a usar esses locais sempre: Faça um esforço consciente para sempre colocar esses itens nos lugares designados assim que chegar em casa. Transforme isso em um hábito, dedicando um momento para garantir que tudo está no seu devido lugar antes de seguir com outras atividades.
  • Use uma agenda: Seja digital ou em papel, a agenda é sua aliada. Dedique um tempo para planejar sua semana, anotando compromissos, tarefas e lembretes importantes. A consistência no uso da agenda a tornará uma ferramenta indispensável.
  • Faça listas: As listas de tarefas podem ajudar a organizar seu dia e garantir que nada importante seja esquecido. Revise e atualize suas listas regularmente.
  • Faça agora!: Evite a procrastinação adotando a regra de executar tarefas imediatamente, sempre que possível. Isso reduz a desordem e o estresse de tarefas acumuladas.
  • Estabeleça um sistema de arquivamento: Para papéis e documentos, utilize divisórias, etiquetas e cores para facilitar a identificação e o acesso quando necessário.
  • Dedique um tempo do seu dia para e-mails: Estabeleça momentos específicos para checar e gerenciar seus e-mails, evitando a distração de verificá-los constantemente.

Administrando Seu Tempo e Não Perdendo Seus Compromissos

Gerenciar o tempo pode ser especialmente desafiador, mas algumas estratégias podem ajudar:

  • Priorize suas tarefas: Identifique o que é mais importante ou urgente e faça primeiro. Isso ajuda a garantir que você dedique sua energia às tarefas que realmente importam.
  • Use temporizadores: Para tarefas que tendem a se prolongar, use temporizadores para manter o foco e fazer pausas regulares. A técnica Pomodoro, por exemplo, envolve trabalhar focado por 25 minutos seguidos de uma pausa de 5 minutos.
  • Evite o multitarefa: Concentrar-se em uma tarefa de cada vez pode melhorar significativamente a eficiência e a qualidade do trabalho.
  • Revise sua agenda diariamente: Faça disso um hábito para evitar perder compromissos importantes. Ajuste conforme necessário para acomodar tarefas e eventos imprevistos.

 

 

Dr Cyro Masci - autor 1
Autor: Dr. Cyro Masci
CREMESP 39126
Psiquiatra RQE CFM 9738

RECURSOS PARA PACIENTES

RECURSOS PARA PACIENTES

OUTROS DESTAQUES

Go to Top