psiquiatra - dr cyro masci - logo transparente 2
psiquiatra - dr cyro masci - logo transparente 2
psiquiatra - dr cyro masci - logo transparente 2

Compulsão Alimentar: Quando a Comida se Torna um Desafio

Compulsão Alimentar: Quando a Comida se Torna um Desafio

Você já teve a sensação de comer demais, mesmo quando não estava realmente com fome? A compulsão alimentar é um problema que muitas pessoas enfrentam, mas o que exatamente é isso?

Episódios Recorrentes

O transtorno de compulsão alimentar é caracterizado por episódios repetidos de comer em excesso. Esses episódios acontecem pelo menos uma vez por semana durante três meses. Mas o que significa “comer em excesso”?

O Que é Comer em Excesso?

Comer em excesso, nesse contexto, significa ingerir uma quantidade de comida que a maioria das pessoas não comeria em situações semelhantes. Isso pode acontecer em um período de tempo relativamente curto, geralmente em menos de duas horas.

A Sensação de Falta de Controle

Um dos aspectos mais importantes da compulsão alimentar é a sensação de falta de controle durante esses episódios. É como se a pessoa não conseguisse parar de comer, mesmo que queira. Algumas pessoas descrevem essa sensação como se estivessem fora de controle ou incapazes de parar.

Outros Sintomas

Além disso, esses episódios de compulsão alimentar estão associados a sintomas como comer rapidamente, comer até se sentir desconfortavelmente cheio, ingerir grandes quantidades de comida mesmo sem fome, comer sozinho por vergonha do quanto se come e, muitas vezes, sentir-se mal consigo mesmo depois.

Sofrimento Significativo

É importante destacar que a compulsão alimentar causa sofrimento marcante. Quem enfrenta esse transtorno muitas vezes se sente triste, deprimido ou culpado devido a esses episódios.

Gatilhos e Segredo

A compulsão alimentar pode ser desencadeada por diferentes fatores, como estresse, restrições dietéticas, sentimentos negativos em relação ao peso e à forma do corpo, entre outros. Muitas vezes, as pessoas tentam esconder esses episódios, pois sentem vergonha deles. A compulsão alimentar ocorre em segredo ou discretamente.

A compulsão alimentar pode ter um impacto significativo nas vidas das pessoas que a enfrentam. Aqui estão algumas das consequências funcionais que podem ocorrer devido a esse transtorno:

Problemas no Desempenho de Papéis Sociais

Pessoas com transtorno de compulsão alimentar podem enfrentar dificuldades em suas relações sociais, no trabalho e em outras áreas de suas vidas devido ao impacto desse transtorno.

Prejuízo na Qualidade de Vida

A compulsão alimentar pode prejudicar a qualidade de vida de alguém, tornando-a menos satisfatória. Isso pode ocorrer devido a sentimentos de culpa, depressão e outros sintomas associados à compulsão alimentar.

Risco de Ganho de Peso

Embora nem todas as pessoas com compulsão alimentar sejam obesas, o transtorno está associado a um risco maior de ganho de peso e desenvolvimento de obesidade. Isso ocorre porque os episódios de comer em excesso podem resultar em um aumento na ingestão de calorias.

Diagnóstico Diferencial

É importante diferenciar o transtorno de compulsão alimentar de outros transtornos alimentares e de saúde mental. Aqui estão algumas distinções-chave:

  • Bulimia Nervosa: A bulimia nervosa envolve episódios de compulsão alimentar, mas também inclui comportamentos compensatórios inadequados, como purgação e exercício excessivo. Além disso, as pessoas com bulimia nervosa frequentemente mantêm restrições dietéticas para influenciar seu peso e forma corporal, o que não é comum no transtorno de compulsão alimentar.
  • Obesidade: Embora o transtorno de compulsão alimentar esteja associado ao excesso de peso e à obesidade, ele é diferente da obesidade em vários aspectos. Por exemplo, as pessoas com compulsão alimentar geralmente têm uma valorização excessiva do peso e da forma corporal, bem como taxas mais altas de problemas psiquiátricos em comparação com pessoas obesas sem o transtorno.
  • Transtornos Bipolar e Depressivo: A compulsão alimentar pode ocorrer durante episódios de depressão ou transtorno bipolar, mas é importante distinguir entre os sintomas desses transtornos e a compulsão alimentar em si.
  • Transtorno da Personalidade Borderline: A compulsão alimentar está incluída nos critérios de comportamento impulsivo que fazem parte do transtorno da personalidade borderline. No entanto, ambos os diagnósticos podem ser dados se todos os critérios forem preenchidos.

Transtornos simultâneos

O transtorno de compulsão alimentar muitas vezes coexiste com outros transtornos psiquiátricos, como transtornos bipolares, depressivos, de ansiedade e, em menor grau, transtornos por uso de substâncias. A gravidade da compulsão alimentar está relacionada à comorbidade psiquiátrica, independentemente do grau de obesidade.

Leia também: Fome Emocional

 


Informações sobre atendimento

Acreditamos que cada indivíduo é único na interação entre corpo, mente e ambiente, e que a saúde vai além da ausência de doença, representando um estado de completo bem-estar físico, mental e social.

Com essa perspectiva, buscamos desenvolver um plano de tratamento personalizado e multimodal, atendendo às necessidades específicas de cada pessoa.

Para informações e marcações de consulta, clique aqui para entrar em contato pelo whatsapp, ou ligue por voz para (11) 5041-0996.

Sobre o Dr Cyro Masci, clique aqui

Siga-nos no Instagram @cyromasci

 

VÍDEOS COM DICAS E ENTREVISTAS, VEJA AQUI

 

Dr Cyro Masci - autor 1
Autor: Dr. Cyro Masci
CREMESP 39126
Psiquiatra RQE CFM 9738
Psiquiatria Integrativa

Compulsão Alimentar: Quando a Comida se Torna um Desafio

Compulsão Alimentar: Quando a Comida se Torna um Desafio

Você já teve a sensação de comer demais, mesmo quando não estava realmente com fome? A compulsão alimentar é um problema que muitas pessoas enfrentam, mas o que exatamente é isso?

Episódios Recorrentes

O transtorno de compulsão alimentar é caracterizado por episódios repetidos de comer em excesso. Esses episódios acontecem pelo menos uma vez por semana durante três meses. Mas o que significa “comer em excesso”?

O Que é Comer em Excesso?

Comer em excesso, nesse contexto, significa ingerir uma quantidade de comida que a maioria das pessoas não comeria em situações semelhantes. Isso pode acontecer em um período de tempo relativamente curto, geralmente em menos de duas horas.

A Sensação de Falta de Controle

Um dos aspectos mais importantes da compulsão alimentar é a sensação de falta de controle durante esses episódios. É como se a pessoa não conseguisse parar de comer, mesmo que queira. Algumas pessoas descrevem essa sensação como se estivessem fora de controle ou incapazes de parar.

Outros Sintomas

Além disso, esses episódios de compulsão alimentar estão associados a sintomas como comer rapidamente, comer até se sentir desconfortavelmente cheio, ingerir grandes quantidades de comida mesmo sem fome, comer sozinho por vergonha do quanto se come e, muitas vezes, sentir-se mal consigo mesmo depois.

Sofrimento Significativo

É importante destacar que a compulsão alimentar causa sofrimento marcante. Quem enfrenta esse transtorno muitas vezes se sente triste, deprimido ou culpado devido a esses episódios.

Gatilhos e Segredo

A compulsão alimentar pode ser desencadeada por diferentes fatores, como estresse, restrições dietéticas, sentimentos negativos em relação ao peso e à forma do corpo, entre outros. Muitas vezes, as pessoas tentam esconder esses episódios, pois sentem vergonha deles. A compulsão alimentar ocorre em segredo ou discretamente.

A compulsão alimentar pode ter um impacto significativo nas vidas das pessoas que a enfrentam. Aqui estão algumas das consequências funcionais que podem ocorrer devido a esse transtorno:

Problemas no Desempenho de Papéis Sociais

Pessoas com transtorno de compulsão alimentar podem enfrentar dificuldades em suas relações sociais, no trabalho e em outras áreas de suas vidas devido ao impacto desse transtorno.

Prejuízo na Qualidade de Vida

A compulsão alimentar pode prejudicar a qualidade de vida de alguém, tornando-a menos satisfatória. Isso pode ocorrer devido a sentimentos de culpa, depressão e outros sintomas associados à compulsão alimentar.

Risco de Ganho de Peso

Embora nem todas as pessoas com compulsão alimentar sejam obesas, o transtorno está associado a um risco maior de ganho de peso e desenvolvimento de obesidade. Isso ocorre porque os episódios de comer em excesso podem resultar em um aumento na ingestão de calorias.

Diagnóstico Diferencial

É importante diferenciar o transtorno de compulsão alimentar de outros transtornos alimentares e de saúde mental. Aqui estão algumas distinções-chave:

  • Bulimia Nervosa: A bulimia nervosa envolve episódios de compulsão alimentar, mas também inclui comportamentos compensatórios inadequados, como purgação e exercício excessivo. Além disso, as pessoas com bulimia nervosa frequentemente mantêm restrições dietéticas para influenciar seu peso e forma corporal, o que não é comum no transtorno de compulsão alimentar.
  • Obesidade: Embora o transtorno de compulsão alimentar esteja associado ao excesso de peso e à obesidade, ele é diferente da obesidade em vários aspectos. Por exemplo, as pessoas com compulsão alimentar geralmente têm uma valorização excessiva do peso e da forma corporal, bem como taxas mais altas de problemas psiquiátricos em comparação com pessoas obesas sem o transtorno.
  • Transtornos Bipolar e Depressivo: A compulsão alimentar pode ocorrer durante episódios de depressão ou transtorno bipolar, mas é importante distinguir entre os sintomas desses transtornos e a compulsão alimentar em si.
  • Transtorno da Personalidade Borderline: A compulsão alimentar está incluída nos critérios de comportamento impulsivo que fazem parte do transtorno da personalidade borderline. No entanto, ambos os diagnósticos podem ser dados se todos os critérios forem preenchidos.

Transtornos simultâneos

O transtorno de compulsão alimentar muitas vezes coexiste com outros transtornos psiquiátricos, como transtornos bipolares, depressivos, de ansiedade e, em menor grau, transtornos por uso de substâncias. A gravidade da compulsão alimentar está relacionada à comorbidade psiquiátrica, independentemente do grau de obesidade.

Leia também: Fome Emocional

 


Informações sobre atendimento

Acreditamos que cada indivíduo é único na interação entre corpo, mente e ambiente, e que a saúde vai além da ausência de doença, representando um estado de completo bem-estar físico, mental e social.

Com essa perspectiva, buscamos desenvolver um plano de tratamento personalizado e multimodal, atendendo às necessidades específicas de cada pessoa.

Para informações e marcações de consulta, clique aqui para entrar em contato pelo whatsapp, ou ligue por voz para (11) 5041-0996.

Sobre o Dr Cyro Masci, clique aqui

Siga-nos no Instagram @cyromasci

 

VÍDEOS COM DICAS E ENTREVISTAS, VEJA AQUI

 

Dr Cyro Masci - autor 1
Autor: Dr. Cyro Masci
CREMESP 39126
Psiquiatra RQE CFM 9738

Dr. Cyro Masci
CREMESP 39126
Psiquiatra RQE CFM 9738

otorrino em florianopolisCompulsão Alimentar: Quando a Comida se Torna um Desafio

OUTROS DESTAQUES

Go to Top